Imagem1.png
  • Tati Barros

Refeições fracionadas: Por que inseri-las na rotina alimentar?


Ao pensar na sua rotina alimentar, qual a importância que você dá para o lanche da tarde? Provavelmente, vai dizer que pouca, certo? Pois estamos aqui para mudar essa ideia e te ajudar a inserir, de vez, as refeições fracionadas na sua dieta diária.


Por que as refeições fracionadas são importantes?


Durante o dia, temos três refeições principais: café da manhã, almoço e jantar. Entre cada uma delas há as refeições menores, pequenos lanches que evitam que haja aquele exagero na hora de preparar o prato nesses horários em que, tradicionalmente, nos alimentamos.


Os nutricionistas recomendam que façamos de cinco a seis refeições ao dia, sempre intercalando as mini com as principais. Mas, afinal de contas, por que isso é tão importante? Te contamos:


Mais energia


Quando ficamos muito tempo sem alimentar, o nosso corpo acaba se reprogramando para evitar o gasto energético, reduzindo o metabolismo. Ao fracionar a alimentação, o organismo entende que temos um estoque disponível suficiente para que o metabolismo funcione normalmente e assim ficamos com a energia lá em cima.


Equilíbrio no perfil lipídico


Estudos mostram que, ao nos alimentarmos a cada três horas, há um controle nos níveis do colesterol total e dos triglicérides. Isso é fundamental para evitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.


Controle da glicemia


A alimentação fracionada é um dos pontos-chaves para evitar a hipoglicemia, assim como a hiperglicemia. Há ainda uma melhora na sensibilidade à insulina. Tudo isso é extremamente importante para portadores de diabetes.


Perda de peso


Ao contrário do que muita gente ainda pensa, o segredo para perder peso não é ficar sem se alimentar. Longe disso. Quando nos alimentamos durante o dia, o nosso organismo entende que não precisa estocar aquilo que ingerimos (esse estoque gera a gordura) e ele pode queimar as calorias. Além disso, como já dissemos, as pequenas refeições prolongam a saciedade e fazem com que comamos em menores quantidades.


Melhora no humor


Sim. Até mesmo o nosso humor muda quando nos alimentamos a cada três horas. Isso porque, ao nos alimentarmos, o cérebro produz a serotonina, conhecida como o hormônio da felicidade. Já o jejum faz com que o organismo libere o cortisol, que é o hormônio do stress.


O que comer durante as refeições fracionadas?


É claro que, para trazerem todos esses benefícios, é essencial que esses lanches sejam compostos por itens saudáveis. Alimentos fontes de carboidratos ricos em fibras (como pães e cereais) são excelentes opções, uma vez que são absorvidos mais lentamente pelo organismo. Isso prolonga a saciedade e evita os picos de insulina.


Já as proteínas (queijo branco, peito de peru e leite de soja) são importantes, especialmente, para quem pratica atividades físicas, uma vez que ajudam na construção muscular.


Invista também nas gorduras saudáveis, como oleaginosas e abacate, que garantem

mais energia. E, claro, não se esqueça das frutas, que controlam os níveis de colesterol.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vamos fazer uma pausa!

 Este é nosso espaço cheio de conteúdo bacana para você se informar e relaxar. Falaremos de saúde, bem estar, alimentação saudável e também publicaremos receitinhas saudáveis mara para você curtir com amigos e familiares.

Respire fundo, faça uma pausa e aproveite a experiência!  

Institucional

ASSINE GRÁTIS

 Fique por dentro das novidades e receba nosso conteúdo em primeira mão!
 

© 2020 por SANTA PAUSA