Imagem1.png
  • Tati Barros

Dicas para reduzir o consumo de carne sem sofrer



O Brasil é o quarto país que mais consome carne bovina no mundo. E esse é o pior hábito para quem deseja adotar uma vida mais sustentável. Só para se ter uma ideia, para fazer uma unidade de hambúrguer são gastos 2400 litros de água. Isso sem falar de todo o desmatamento que essa indústria provoca (os incêndios no pantanal mostram isso). Portanto, reduzir o consumo de carne é uma das principais atitudes que você pode ter para ajudar na preservação do planeta. Mas, como fazer isso sem sofrer?


Como reduzir o consumo de carne sem sofrimento?


Calma! Você não precisa virar vegetariano de uma hora para outra. Isso, nem mesmo, é indicado. A ideia é que, aos poucos, você consiga regrar esse consumo, até chegar o dia em que esse alimento não fará mais falta na sua dieta.


Então, vamos às dicas práticas para adotar essa prática sem radicalismo? Confira:


Segunda-feira sem carne


Provavelmente, você já ouviu falar desse movimento que tem ninguém menos do que o ex-beatle, sir Paul McCartney como embaixador. A proposta da ação é, reservar o primeiro dia útil da semana para não consumir carne.


Pode parecer que essa é uma atitude que não faz diferença, mas longe disso. Ao fazer isso, em apenas um mês, é possível economizar 5,3 litros de água e 6,6 quilos de emissão de gás carbônico. Um ótimo primeiro passar, concorda?

Teste novos sabores


A principal dica é substituir a carne por outros alimentos ricos em proteína. Isso não apenas garantirá uma maior saciedade, como também vai ajudar a reduzir o desejo por esse alimento.


Essa é ainda uma ótima oportunidade para experimentar novos sabores e novas formas de preparos que, normalmente, não fazem parte da sua rotina alimentar. Entre os itens que merecem a sua atenção estão:


Ervilha, lentilha, grão de bico e soja: concentram aminoácidos indispensáveis para a manutenção da nossa saúde. Ainda são alimentos versáteis e que, com temperinhos certos, podem garantir o sabor extra ao prato.


Arroz com feijão: não é a toa que essa é a combinação alimentar perfeita, Juntos, esses alimentos oferecem um alto valor de proteína que nosso organismo necessita.


Chia e quinoa: sementes igualmente ricas em proteínas, que podem ser consumidas com frutas, em saladas, vitaminas, pães, entre tantas outras opções.



Você conhece o reducetarismo?


Esse é um termo que foi criado pelo norte-americano Brian Kateman e consiste na ideia de diminuir o consumo de carne e outros alimentos de origem animal sem precisar adotar uma dieta específica. Ele se baseia em uma alimentação mais consciente e sustentável, porém sem radicalismos.


Vale a pena conhecer o site da instituição! Por lá, você pode, por exemplo, calcular o quanto se poupou de água e de emissão de gás carbônico ao deixar de comer carne uma vez por semana. Um ótimo incentivo para quem deseja começar a fazer parte desse movimento.


Que tal inserir esse novo hábito na sua rotina? Lembramos sempre que, o mais indicado é sempre consultar seu médico ou nutricionista antes de mudar sua dieta!



3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Vamos fazer uma pausa!

 Este é nosso espaço cheio de conteúdo bacana para você se informar e relaxar. Falaremos de saúde, bem estar, alimentação saudável e também publicaremos receitinhas saudáveis mara para você curtir com amigos e familiares.

Respire fundo, faça uma pausa e aproveite a experiência!  

Institucional

ASSINE GRÁTIS

 Fique por dentro das novidades e receba nosso conteúdo em primeira mão!
 

© 2020 por SANTA PAUSA